Terça, 23 de Dezembro de 2014
   
Fonte

Prefeitura de Santa Isabel iniciará rodízio no abastecimento de Água

Qualifique este item
(0 votos)
SANTA ISABEL SANTA ISABEL Foto: Divulgação

Com o objetivo de amenizar a situação crítica no abastecimento de água do município provocado principalmente pela falta de chuvas, a Prefeitura de Santa Isabel já estuda para a próxima semana, a implantação do sistema de rodízio no abastecimento de água. Dia sim, outro não, o fornecimento de água nas partes baixas da cidade deverá ser interrompido, para que as partes mais altas possam receber água em seus reservatórios.

Segundo o Secretário de Serviços Municipais, Paulo Lima, em dezembro de 2012 choveu cerca de 276 milímetros, já em dezembro de 2013 o índice foi de 117 milímetros, ou seja, menos da metade. Para o reestabelecimento do sistema de captação é necessário chover aproximadamente 200 milímetros ainda neste mês de janeiro. A diretora do departamento de água, Adriana Zamboni, informou que a “Represa do Jaguari” (foto) está 10 metros abaixo do nível normal para a captação e o Ribeirão Araraquara está abaixo de 40 centímetros, quando o normal seria 1,20 metros.

Além do sistema de rodízio, a Prefeitura de Santa Isabel pretende manter o trabalho de abastecimento com caminhões pipa, e ressalta que a água fornecida pelos caminhões não gera qualquer tipo de custo para os moradores. Um condomínio do município conhecido como “Reserva Ibirapitanga”, e que tem reservatório próprio de água tratada, se disponibilizou através de seus representantes a fornecer água para o abastecimento dos caminhões.

Outras medidas estão sendo tomadas pela Prefeitura, como por exemplo, o início da campanha de conscientização no consumo de água e orientações através da rádio local, jornais e carros de som. Outro problema observado por funcionários da Prefeitura, é que muitas residências não possuem reservatórios ou caixas de água, o que dificulta o armazenamento e abastecimento por caminhões pipa.

DECRETO: A Prefeitura já decretou estado de emergência e, no fim de dezembro, determinou o uso controlado da água por meio de um decreto. Moradores flagrados lavando calçadas, telhados, quintais, veículos e ruas com água potável serão atuados e - em caso de reincidência - estarão sujeitos a multa de 200 Unidades Fiscais do Município (UFM) o que equivale a R$ 402. A orientação é que as pessoas utilizem água de reuso.

A Prefeitura de Santa Isabel faz apelo para que a população economize água e denuncie as pessoas que estão desperdiçando água, lavando calçadas, carros e caminhões. Para denunciar basta ligar no (11) 96498-0997, 99781-6941 ou 4656-1000.

SABESP: Em nota a Prefeitura de Santa Isabel informou que desde os primeiros dias de 2013, a atual administração vem procurando caminhos e soluções para resolver de forma definitiva os problemas relacionados ao saneamento básico do município. Mas um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) firmado em 2007 e que não foi cumprido pela gestão anterior, acabou  resultando em multa que hoje ultrapassa R$ 600 mil, valor que casou  preocupação ao departamento jurídico da SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), empresa - que segundo o executivo - assumirá o sistema de água do município. Esta multa é apontada como o principal motivo do atraso para a assinatura do contrato com a estatal.

Está pré agendada para o próximo dia 21 de janeiro, uma reunião entre a Prefeitura de Santa Isabel e o Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA) do Ministério Público, juntamente com o departamento jurídico da Sabesp. O encontro tem como objetivo solucionar todos os entraves para a assinatura do contrato.

Adicionar comentário


Pesquisar no site

Jornal Agora News - Virtual

Banner

Previsão do Tempo

Cambio

Login