Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
   
Fonte

Para revitalizar áreas degradadas do município, a Prefeitura de Santa Isabel iniciou o programa “Prefeitura no Bairro”, uma ação conjunta com todas as Secretarias Municipais criada para proporcionar melhoria na qualidade de vida da população.

No último sábado (11) os moradores do Jardim das Acácias receberam a primeira edição do programa. O encontro dos gestores públicos com a comunidade teve início na Rua Maria de Lourdes Saes Nunes e percorreu por todo o bairro, ampliando o acesso da população aos principais serviços oferecidos pela administração municipal.

Durante todo o dia uma estrutura ficou à disposição dos moradores com ações esportivas, recreativas e ações culturais; além de disponibilizar serviços sociais, de saúde, zeladoria urbana, recuperação de vias e manutenção escolar. A Ouvidoria Municipal também esteve presente para esclarecer dúvidas, ouvir reclamações e sugestões que possam melhorar a qualidade dos serviços públicos.


Um cavalo, uma égua e uma potra (égua jovem) morreram atropelados em Santa Isabel na Rodovia Prefeito Joaquim Simão que liga Santa Isabel ao município de Igaratá. O motorista envolvido no acidente dirigia um caminhão de pequeno porte e não sofreu nenhum ferimento, assim como um rapaz que estava no banco do carona. O atropelamento ocorreu na madrugada da última terça-feira (14) por volta das 5h30 no quilômetro 68 da SP-56.

O motorista de 38 anos, que reside em Santa Isabel e que pediu para seu nome não ser divulgado, estava ao volante do caminhão Hyundai/HR que ficou com a frente bastante danificada. Ele relatou que estava dirigindo sentido Igaratá, quando três de um total de cinco cavalos que se encontravam no acostamento da rodovia, subitamente invadiram a pista de rodagem pouco metros à frente do veículo. “Estava escuro, foi muito rápido, não deu tempo para frear e nem desviar dos animais, a pancada foi muito forte”, contou o rapaz.

Depois do susto inicial, assim que o motorista e seu acompanhante desceram do caminhão, perceberam que dois animais estavam mortos e um terceiro agonizava no asfalto. “A preocupação no momento era sinalizar a pista, alertar os outros motoristas do acidente, acalmar e tirar da estrada os outros dois animas sobreviventes que estavam ariscos e nervosos”.


O vereador Paulo Sérgio Berto (PSDB), o Paulinho Investigador, solicitou em tribuna na sessão da Câmara realizada na última terça-feira, dia 14 de fevereiro, que a prefeita Fábia Porto implante no município o Conselho Municipal Antidrogas (COMAD). Paulinho explicou que o Conselho Municipal Antidrogas pode ser mais uma entidade que auxilie no combate às drogas na cidade e também traga diretrizes para a recuperação de dependentes químicos. O COMAD, segundo o vereador, poderia trabalhar em conjunto com o Conselho Tutelar e também com o Conselho de Segurança Municipal (Conseg).

Paulinho Investigador, que atuou por muitos anos no Departamento de Investigações sobre Narcóticos (DENARC), ressaltou que a criação do COMAD é de iniciativa do executivo, e que seu funcionamento seria semelhante aos outros conselhos já existentes, tais como Conselho de Saúde, Conselho de Educação e Conseg; mas que necessita do poder público e da sociedade para que seja ativo e de grande importância para o município. Todo Conselho Municipal é composto por membros representativos da sociedade civil e também dos órgãos públicos.


Graças a uma somatória de esforços envolvendo deputado federal, vereadores, poder executivo e empresa privada, a histórica Agência do INSS de Santa Isabel começa finalmente a sair do papel. Esta semana ocorreu a visita de representantes técnicos do INSS ao local escolhido para sediar a Agência da Previdência Social de Santa Isabel que tem data de entrega prevista no segundo semestre deste ano.

Além da Prefeita, Fábia Porto, estiveram no local - que fica localizado no bairro Brotas (ao lado da Ajato Vale) - os secretários Rubens Barbosa (Obras) e Dra. Valesca Cassiano (Jurídico) e os vereadores Clebão do Posto e Jairo Furini. Durante a primeira vistoria estava o Engenheiro da Superintendência do INSS de São Paulo, Celso Luiz Canettieri.

A obra foi viabilizada através de um convênio entre Governo do Estado e Prefeitura de Santa Isabel e irá custar mais de R$ 1,6 milhão, mas a emenda chegou à Santa Isabel por intermédio do Deputado Federal Márcio Alvino (PR) e o terreno escolhido para a construção foi doação da Pedreira Santa Isabel (PSI). No meio de diversos trâmites burocráticos característicos de procedimentos deste tipo, estiveram envolvidos diversos vereadores, além de a última e a atual gestão municipal, que em um esforço conjunto conseguiram garantir o benefício para cidade e que este ano estará disponível para a população isabelense e da região.


A CCR NovaDutra foi responsável, em 2016, pelo repasse de R$ 4.587.603,14 para as prefeituras das três cidades do Alto Tietê: Arujá, Guararema e Santa Isabel. O valor se refere ao ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) oriundo das praças de pedágios instaladas na rodovia.

O valor total, repassado anualmente, é dividido entre as cidades proporcionalmente, conforme a participação de limite territorial, ou seja, de acordo com a quilometragem voltada para a rodovia. Desde o ano de 2000, quando passou a vigorar a nova Lei do ISSQN, foi recolhida a quantia de R$ 52 milhões a estes municípios. Se forem consideradas as 36 cidades servidas pela via Dutra, o valor passa dos R$ 630 milhões.

Ascendino Mendes, presidente da CCR NovaDutra, reforça a responsabilidade social da Concessionária. “O repasse de ISSQN gera um ciclo extremamente positivo. A CCR NovaDutra presta um serviço de qualidade e parte da receita arrecadada é revertida aos municípios em forma de recursos pelo imposto. Todas as cidades às margens da rodovia recebem a alíquota máxima do ISSQN, com isso, a via Dutra contribui para o desenvolvimento, crescimento e investimentos nas cidades”, comenta o presidente.


Na madrugada da última segunda-feira, 13 de fevereiro, bandidos invadiram mais uma vez as dependências da unidade de Saúde do Jardim Eldorado roubando equipamentos eletrônicos. Segundo o Boletim de Ocorrência, os marginais arrombaram a porta dos fundos e adentraram no posto.

Nesta nova ação foram furtados um aparelho de micro-ondas de uso dos funcionários, um computador utilizado na rotina administrativa e um telefone. Não é a primeira vez que a unidade de saúde passa por esse tipo de problema, no ano passado (no mês de maio) o prejuízo foi maior e a ação dos bandidos resultou na perda de lanterna clínica, óculos de grau de dentista, aparelho de DVD, televisor, computador, cremes de mãos e roupas de bebê que seriam para doação. Ninguém foi preso.

A polícia científica foi acionada para analisar de vestígios produzidos e deixados durante a prática do delito, mas eles só realizaram o procedimento na tarde da terça-feira, mais de 24 horas após a ação.

“Ontem eu vim ao posto e já encontrei as portas fechadas por causa do roubo. Eles estavam esperando a polícia científica vir, mas demorou demais, isso é falta de respeito”, disse uma paciente da unidade.


A responsabilidade de administrar o sistema rodoviário estadual, sua integração com as rodovias municipais e federais é do DER (Departamento de estrada e rodagem). A Rodovia Arthur Matheus, principal via de acesso da Rodovia Presidente Dutra à cidade de Santa Isabel, está com grandes crateras, fato que atrapalha e gera riscos de acidentes aos que percorrem esse trajeto. Por esta razão, o vereador Maurício Platz (PHS) apresentou na Câmara Municipal, uma Moção de Repúdio em desfavor da empresa CONSTRUTORA CKL, contratada pelo DER para a manutenção da Rodovia citada.

No documento Maurício explicou que, como cidadão e vereador, há muitos anos acompanha os serviços de manutenção da Rodovia Arthur Matheus até a entrada da cidade e tem constatado os maus serviços de manutenção prestados pela empresa repudiada. “Ao que consta, essa empresa vem atuando nessa prestação de serviços desde a década de 2000 e não obstante os reparos, em pouco tempo as crateras aparecem, os desníveis da pista de arrolamento ao acostamento aumentam, pondo em risco os veículos que trafegam ou por circunstância qualquer necessitam parar no acostamento ou mesmo adentrar as estradas vicinais”.


“Adeus Armênia”. Foi com esta frase que um grupo de seis jovens postaram uma foto nas redes sociais ao fazer uma breve descrição durante um passeio até um cinema da região. O que chamou atenção foi a opção de escolha deste grupo, que utilizou o aplicativo Uber para contratar um carro que os transportaram por um custo que, se não ficou mais barato que o transporte público intermunicipal, pela comodidade e rapidez, valeu a pena cada um pagar um pouco mais caro para fugir dos ônibus que há muito tempo já não agradam seus usuários.

Com os novos reajustes a passagem de Santa Isabel até São Paulo (Metrô Armênia) custa R$ 7,60 por passageiro. E em um carro onde comporta de quatro até seis pessoas, o custo já fica atrativo para que um grupo de pessoas opte pelo Uber, pois pelo que o serviço oferece, vale a pena pagar mais caro, tendo assim todo conforto que um transporte particular proporciona.

O Uber é um aplicativo de celular que conecta uma pessoa a um motorista particular, permitindo que em poucos minutos o passageiro tenha um carro disponível para levá-lo a seu destino. Apesar de polêmico por representar uma concorrência direta aos taxistas, o recurso já caiu no gosto de paulistanos, mas também de guarulhenses, mogianos, poaenses e arujaenses. Santa Isabel ainda não conta – oficialmente - com a cobertura do serviço, mas muita gente já aderiu a tendência e aprova a qualidade do serviço.


FIM HORÁRIO DE VERÃO: Desde outubro, quando os relógios foram adiantados em uma hora, a população das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste vivem no horário de verão. Esse “fuso”, no entanto, acabará neste domingo, quando os ponteiros deverão caminhar no sentido contrário e serem atrasados em uma hora a meia-noite.Tal medida visou proporcionar a redução do uso de energia no País, com menor consumo no horário de pico, entre 18h e 21h, justamente pela possibilidade de aumentar o aproveitamento da luz do sol.

FIM HORÁRIO DE VERÃO 2: “Num dia típico, o consumo de eletricidade começa muito baixo, de madrugada, e atinge seu máximo no início da noite. É quando além da demanda da indústria e do comércio, soma-se a da iluminação pública, residências, etc. A partir dali, a demanda total começa a cair, com a diminuição do consumo comercial, até atingir o mínimo novamente na madrugada seguinte. Ao adotar o horário de verão, adia-se o consumo de eletricidade para iluminação, fazendo com que a demanda de energia comece num momento em que o consumo para outras finalidades já está caindo”, explica Claudio Sales, presidente do Instituto Acende Brasil.

FIM HORÁRIO DE VERÃO 3: A previsão do governo para este ano é economizar R$ 147,5 milhões. O que só é possível devido a não-utilização das termelétricas, que geram energia para o Brasil a partir da combustão de produtos renováveis, como biomassa e gás natural. “É um número significativo. Além disso, há benefícios decorrentes do aumento da segurança energética, pois o sistema teria uma ‘’folga maior’’, uma vez que a demanda de pico seria mais baixa”, diz Sales.Com a proximidade do fim do verão, os dias voltam a ficar mais curtos (o sol nasce cada vez mais tarde) e se dá a necessidade da interrupção do horário de verão para evitar que as pessoas comecem seus dias no escuro e tenham que ligar a iluminação.


Quando um setor público chega ao ápice de seus problemas e leva os funcionários a realizarem paralização em forma de protesto para reivindicar o recebimento de seus salários, mostra que o problema está em um estágio avançado e já está afetando diretamente a população. Paralisações ou greves ocorrem quando determinadas situações saem do controle, quando o diálogo não é suficiente, quando é preciso chegar ao extremo para tentar chamar a atenção de quem estiver lesando o trabalhador, mesmo que afete a população.

Esta semana parte do setor de Saúde de Santa Isabel paralisou para pressionar a empresa GAMP (Grupo de Apoio a Medicina Preventiva e à Saúde Pública), responsável pela contratação dos funcionários que atuam nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESFs). Médicos, enfermeiras, funcionários de setores administrativos e de manutenção cruzaram os braços diante de uma situação que se arrasta por cerca de oito meses.

No período em que está na cidade, atuando no gerenciamento dos populares Postos de Saúde, a GAMP demonstrou ser uma empresa frágil que não tem condições de realizar um trabalho satisfatório, pelo menos esse foi cenário evidenciado na cidade de Santa Isabel. A impressão de amadorismo foi trazida por erros e desencontros em procedimentos burocráticos corriqueiros de qualquer organização que entenda a maneira que funciona a prestação terceirizada em serviços públicos.


Pesquisar no site

Jornal Agora News - Virtual

Banner

Previsão do Tempo

Cambio

Login