Segunda, 08 de Fevereiro de 2016
   
Fonte

Não adianta cobrar o poder público se nós mesmos não cumprimos as Leis que visam deixar a cidade mais agradável. A limpeza e conservação das calçadas não garantem apenas o aspecto estético por não haver vegetação no entorno da propriedade, mas sim a segurança dos pedestres que necessitam utilizar a via.

Desde a criação da Lei nº 01 de 2014, de autoria dos vereadores Maurício Platz (PSDB) e Ti Nagate (PTC), que dispõe sobre a limpeza de imóveis, fechamento de terrenos não edificados e, além da construção e manutenção de passeios; nenhuma campanha de conscientização foi feita por parte da Prefeitura de Santa Isabel, e o pior, nenhum trabalho de fiscalização e aplicação de multa foi implantada para educar os milhares de moradores que não se atentam sobre a importância da conservação e manutenção dos passeios da cidade.

Prestes a completar dois anos desta importante Lei, nossa reportagem visitou vários bairros da região central de Santa Isabel e vimos em todos a vergonha que está a cidade. Muitos moradores ainda acham que a manutenção da calçada é de responsabilidade do executivo municipal, e quando abordados, os moradores se sentem constrangidos e prometem tomar providencias para deixar a calçada limpa e sem mato.


A Câmara de Santa Isabel aprovou na primeira sessão do ano de 2016, realizada na última terça-feira (02) o Projeto de lei nº 23, de autoria do vereador Orlando Paixão (PT), que institui sanções e punições aos proprietários de imóveis que possibilitem a proliferação do mosquito “Aedes aegypti”, causador da dengue, no município.

Segundo o projeto, as notícias sobre os casos de Dengue, Zika e Chinkungunya, todos ocasionados pelo mosquito Aedes Aegypti estão aumentando consideravelmente. Além da responsabilidade do Poder Público, com campanhas educativas e preventivas, assim como o combate da Vigilância Sanitária e Epidemológica, é necessário que a população em geral contribua e faça sua parte, erradicando os focos e criadouros do mosquito.

Em tribuna, o vereador Orlando Paixão (PT) alertou sobre a gravidade da falta de atenção com os cuidados necessários das fontes que possibilitam o criadouro do mosquito. “Estamos perdidos, o problema não é só aqui, como em todo país. Pesquisei e descobri que há cem anos o mosquito foi erradicado, mas o problema voltou. Infelizmente temos que mexer no bolso do contribuinte para que tomem consciência da gravidade do caso. População cuide de seu quintal, das suas fachadas, a intenção é ajudar nossa cidade para que não tenhamos casos provenientes ao mosquito transmissor”, declarou.


Tudo o que é diferente costuma chamar a atenção das pessoas, você já pode ter notado uma movimentação estranha no centro de Santa Isabel ou talvez na Rodoviária de Arujá nos últimos meses. São, na maioria das vezes, duplas de mulheres que manipulam roupas, brinquedos, móveis, eletroeletrônicos e até móveis, em pontos de encontro, depois, cada uma toma um rumo diferente.

O que está acontecendo em muitos desses casos é a concretização de uma venda informal, que começou a ser negociada nas redes sociais, nos chamados “Grupos de Desapegos”. Alguns deles têm mais de 40 mil pessoas.

O Jornal Agora News entrevistou na última quinta-feira (04) a administradora de um destes Grupos para entender um pouco mais sobre essa forma prática e criativa de comprar e vender produtos diversificados, que virou mania nas redes sociais.

Segundo a corretora que trabalha em Arujá “Débora Deby” (como prefere ser chamada) e a amiga, Raphaella Fernandes, conta que mesmo residindo no bairro de Bonsucesso, em Guarulhos, conseguem administrar o Grupo “ Enjoei, quero vender!” que atua nas cidades de Arujá, Santa Isabel e região.


Na última terça-feira (02) foi realizada a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal para o exercício de 2016, último ano de mandato tanto para o executivo quanto para o legislativo. Como em todos os anos, o Prefeito de Santa Isabel, Pe. Gabriel Bina participou da abertura dos trabalhos do legislativo e teve a oportunidade de passar a mensagem do executivo aos vereadores e à população.

Diferente dos discursos dos outros anos, o Prefeito Pe. Gabriel fez um desabafo na tribuna e dispensou a leitura do discurso. A mensagem foi realizada de maneira direta e clara, deixando evidente que seus argumentos já estão sendo formatados para uma possível disputa eleitoral.

“Um governo transparente que priorizou saúde e educação”, esse poderá ser o mote da campanha do atual prefeito, isso porque o chefe do executivo municipal não está fazendo uma auto avaliação do seu governo, mas sim, tornando como bandeira o reconhecimento do Tribunal de Contas que classificou o executivo isabelense como o mais transparente do Alto Tietê.


Vereador solicitou em Sessão, a redução de 365 dias de intervalo para 45 dias aos professores contratados na rede municipal.

Na Sessão do último dia 02 de fevereiro, terça-feira, o vereador republicano Clebão do Posto, utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Santa Isabel, para informar que se reuniu naquela tarde com a Secretária de Educação, Yone Simões, para apresentar a reivindicação dos professores da rede pública municipal que são contratados temporariamente e precisam cumprir o interstício (intervalo determinado por Lei) para a renovação dos respectivos contratos, pois a Lei em vigor prejudica além dos profissionais, a própria Secretaria de Educação que fica impossibilitada de poder contar com este profissional por um determinado período.


O primeiro dia de funcionamento do novo estacionamento rotativo marcou também a apresentação do sistema digital aos comerciantes de Arujá. Pelos próximos dez anos, o serviço será administrado pela concessionária Serbet, vencedora do processo licitatório. A cobrança deve começar efetivamente a partir do próximo dia 15 de fevereiro.

Ainda em fase de demonstração, o sistema traz como principais novidades o fim do parquímetro e as diversas opções disponibilizadas para o motorista usar as vagas destinadas à chamada zona azul: compra direta, no comércio ou com os monitores da concessionária que trabalharão nas ruas, e digital, por meio do aplicativo “Estacionamento Digital” em tablets e smartphones, pelo site www.estacionamentodigital.com.br ou ainda por SMS.

“Sou totalmente a favor e quero que funcione bem porque a falta do rotativo prejudica o comerciante. No meu caso, em que os clientes têm hora marcada para serem atendidos, o tempo que eles demoram procurando vagas acaba atrapalhando”, explica o comerciante Daniel Felipe Braga.


A Polícia Militar junto com a Polícia Civil está com o esquema especial de segurança definido para garantir a tranquilidade da população e dos turistas que passarão o período Carnaval na cidade de Santa Isabel.

O Jornal Agora News esteve na tarde de ontem, sexta-feira (06), com o Delegado Titular de Santa Isabel, Dr. Carlos Alberto, para saber como será o policiamento durante os dias de folia. Fomos informados de que a programação deste ano, promovida pela Prefeitura, contará com um carnaval mais simples, já que não há verba. “O efetivo da PM vai estar em peso. Vai ter bastante gente”, afirmou o delegado contando que em torno de 100 homens estarão trabalhando diariamente na cidade, além de rondas especiais da Polícia Civil.

“A minha preocupação é que enquanto o ‘grosso’ do policiamento está na festa, algumas pessoas pensam que na área rural não há policiamento, negativo! Eu me preocupo que durante a festa façamos uma geral na periferia e na zona rural”, disse.

Os policiais que vêm para o policiamento a pé vão atuar nas atividades do carnaval, já os Policiais Militares da cidade que estiverem no patrulhamento farão o trabalho convencional. “Ainda tem o apoio do tático móvel de Arujá, dependendo da condição dos dois municípios, eles se deslocam até aqui para reforçar.”


Entre as iniciativas para garantir o título, estão as adequações junto ao Governo do Estado e os projetos apresentados a Maurício de Sousa.

Com o intuito de inserir Santa Isabel no quadro de “Municípios de Interesse Turístico”, a Prefeitura de Santa Isabel, através da secretaria municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Emprego e Renda, não tem medido esforços para adequar a cidade as exigências requisitadas pelo Governo do Estado, que concede a classificação. Segundo o prefeito, Pe. Gabriel Bina, isso possibilitará o recebimento de recursos a serem empregados em obras de melhorias e modernização dos atrativos turísticos e de infraestrutura da cidade.

Recentemente, diversas documentações foram atualizadas, organizadas e encaminhadas para a Secretaria Estadual de Turismo, entre elas, a minuta de inventário turístico do município, o calendário municipal de eventos turísticos, a Lei do COMTUR (Comissão Municipal de Turismo), a Lei do FUMTUR (Fundo Municipal de Turismo), o projeto de Lei do Plano Municipal de Turismo e o Plano Municipal de Turismo. No caso da aprovação dessa documentação, Santa Isabel deverá alavancar seu potencial turístico, como explica o prefeito, Pe. Gabriel Bina:


DINHEIRO: A partir deste ano, os bancos terão de informar à Receita Federal qualquer movimentação financeira mensal acima de R$ 2 mil feita por pessoas físicas. No caso das empresas, o valor será de R$ 6 mil. Com esses dados, o Fisco vai cruzar informações, para verificar se há compatibilidade com os dados apresentados na declaração do Imposto de Renda ou com a movimentação do cartão de crédito. A determinação consta da instrução normativa (IN) 1.571 e já é alvo de polêmica. A IN tem amparo na lei complementar (LC) 105/2001, que está sendo questionada no Supremo Tribunal Federal (STF). Ações diretas de inconstitucionalidade (Adins) argumentam que a lei infringe o direito ao sigilo de dados, garantido pela Constituição.

DINHEIRO 2:  Os técnicos da Receita, no entanto, negam que a nova regra represente uma invasão de privacidade. Isso porque o Fisco não pode ter acesso nem à origem e nem ao destino dos recursos. De acordo com o artigo 5º, parágrafo 11, da IN, “é vedada a inserção de qualquer elemento que permita identificar a origem ou o destino dos recursos utilizados nas operações financeiras”. A IN 1.571 foi publicada em julho de 2015, mas só entra em vigor agora. A primeira prestação de contas, relativa a dezembro de 2015, será enviada ao Fisco em maio. Depois disso, a entrega será semestral. Em agosto, serão encaminhados os dados dos primeiros seis meses de 2016. Em fevereiro de 2017, será a vez do segundo semestre deste ano.

DINHEIRO 3:  Os técnicos do Fisco ressaltam que o repasse desses dados não é novidade. A CPMF, enquanto esteve em vigor, permitia esse acompanhamento. Ao ser extinta, em dezembro de 2007, foi criada a Declaração de Informações sobre Movimentação Financeira (Dimof), que obrigava os bancos a informarem operações de R$ 5 mil por semestre para pessoas físicas e de R$ 10 mil para as jurídicas. A IN 1.571 institui a e-Financeira, que substituirá a Dimof. E a entrega de dados não ficará restrita aos bancos: seguradoras, corretoras de valores, distribuidores de títulos e valores mobiliários, administradores de consórcios e entidades de previdência complementar terão de fazê-lo.


Há vinte e tantos anos o Cazuza já dizia que “aquele garoto que ia mudar o mundo, agora assiste a tudo em cima do muro”. Se naquela época era assim, quem dirá agora? O cenário musical brasileiro está carente de ideologia, de protesto, de representatividade.

Mesmo vivendo uma época de instabilidade política, de incertezas econômicas, de tantas mudanças sociais, parece que a sociedade não tem recebido o “retorno cultural” dos músicos de hoje em dia. Diferente do passado fica difícil entender o posicionamento de cada vertente artística, já que, as musicas em especial, são regadas a amor e curtição, ingredientes que não refletem a situação do país.

O mercado musical vive um comércio tão escrachado, que o que é vendável é super valorizado, enquanto o legítimo fica de lado, sem espaço e não aparece. Entre os anos 60 e 80, mais precisamente no período em que o militarismo governou o Brasil, tivemos uma expressividade musical importante em que compositores, geralmente ligados principalmente a Musica Popular Brasileira, escreviam protestos versados nas entrelinhas de sucessos que sobrevivem até hoje.


Pesquisar no site

Jornal Agora News - Virtual

Banner

Previsão do Tempo

Cambio

Login